domingo, 31 de agosto de 2008

Rita Hayworth atingiu o sucesso pleno na década de 1940, tornando-se símbolo sexual daquela era.
Após dançar com Fred Astaire em Bonita como nunca e Ao compasso do amor, e depois com Gene Kelly em Modelos, Rita Hayworth foi considerada uma das maiores dançarinas de Hollywood e a maior estrela romântica dos anos 40. Mas foi em 1946,no auge da sua beleza e com o clássico noir Gilda, ao lado de Glenn Ford, que Hayworth se transformaria na maior estrela da década e numa das mulheres mais desejadas e famosas do mundo.
Rita casou-se cinco vezes: a primeira com Edward C. Judson (1937-1943); a segunda com
Orson Welles (1943-1948) e tiveram uma filha: Rebecca Welles; a terceira com o príncipe Aly Khan (1949-1953) e, tiveram uma filha, a princesa Yasmin Aga Khan; a quarta com o cantor Dick Haymes (1953-1955), e a última com James Hill (1958-1961).

Para a atriz, o insucesso no amor era definido por ela como: "A maioria dos homens apaixona-se por Gilda, mas acorda comigo".

2 comentários:

Pedro M. Tavares disse...

Saudações cara blogger. Não retenho a minha curiosidade, para quando uma próxima exposição?

sleeping beauty disse...

Caro blogger
Estou a trabalhar para isso, mas sou lenta na execução. O meu perfeccionismo impede-me a rapidez. Talvez daqui a dois anos tenha quadros suficientes, para uma individual em Miguel Bombarda.
Podes sempre ver quadros meus na Galeria S.Mamede,Porto e Lisboa e na Galeria Solar de St.António, rua do Rosário,Porto.
Volta sempre.