segunda-feira, 16 de novembro de 2009

BOTEQUIM

3 comentários:

Supermassive Black-Hole disse...

Tens toda a razão Graça.
Realmente, a Sophia merece também toda a admiração, mas fazer o jardim com o nome dela mesmo em frente ao bar da Natália, um bar emblemático, é uma óbvia tentativa de branquear a existência da Natália, porque o discurso dela ainda hoje tiraria o sono a muita gente... gente dessa que escolhe nomes de ruas e miradouros.
E quem diz a Natália diz montes de outras pessoas: a Luiza Neto Jorge, a Fiama... que têm em comum serem mulheres. E já para não falar das que estão ainda vivas.
Mas deixo aqui uma aposta: quando o Herberto morrer, hão-de arranjar uma rua da Baixa para dar o nome dele. Era homem e nunca se manifestou politicamente...

sleeping beauty disse...

Possivelmente será a actual Rua da Misericórdia, PORQUE NÃO? Onde viveu a Luiza Neto Jorge. A ver vamos...

sleeping beauty disse...
Este comentário foi removido pelo autor.