segunda-feira, 18 de agosto de 2008

GEORGES BATAILLE
O Erotismo o proibido e a transgressão
(.....) No momento de dar o passo, o desejo lança-nos para fora de nós, não podemos mais, o movimento que nos arrasta exige que nos quebremos. Mas o objecto desse excessivo desejo, diante de nós, liga-nos à vida que o desejo ultrapassa. Como é doce permanecer longamente perante o objecto do desejo, mantermo-nos em vida no desejo, em vez de morrer indo até ao fim, cedendo ao excesso da violência do desejo! Sabemos que a posse desse objecto que nos faz arder de desejo é impossível. Sabemos que uma de duas coisas sucederá: ou o desejo nos consome, ou o objecto dele deixará de nos abrasar. Só o possuímos sob a condição de que , pouco a pouco, o desejo que ele nos dá se apazigue. Mas antes a morte do desejo do que a nossa morte! Satisfazemo-nos com uma ilusão. A posse do objecto do desejo dar-nos-à sem morrer o sentimento de ir até ao fim dele. Não apenas renunciamos a a morrer, como anexamos o objecto ao desejo, que realmente era desejo de morte, mas que anexamos à nossa vida permanente. Em vez de perder a vida, enriquecemo-la.
Na posse acentua-se o aspecto objectivo do que nos tinha levado a sair dos nossos limites.
(.....) Passo agora a outro elemento, que, embora mais obscuro, não intervém menos no reconhecimento da beleza dum homem ou duma mulher. Um homem ou uma mulher são, em geral, julgados tanto mais belos quanto mais as suas formas se afastam da animalidade.
(.....) Se a beleza, cuja perfeição rejeita a animalidade, é apaixonadamente desejada é porque nela a posse introduz a mancha animal. É desejada para ser manchada. Não por si mesma, mas pela alegria gozada na certeza de a profanar.
Georges Batailles, Moraes editores, tradução - João Benard da Costa, 1968

4 comentários:

[A] disse...

Levo um excerto;deixo este:

"Woman's beauty is a compromise with her dangerous archetypal allure. It gives the eye the comforting illusion of intellectual control over nature." Camille Paglia

sleeping beauty disse...

Cara Ana Abrunhosa
Obrigada pela sua visita.
Linkei o seu blog nas minhas ligações perigosas. permite-me?
Pois a Camille é uma mulher muito inteligente.
O seu livro Vamps & Vadias, é um tratado contemporâneo dos relacionamentos, das tentativas de formatação pela sociedade e muito mais, claro.
Vou lá chegar, neste blog. As análises da Paglia fazem parte do meu projecto.

Supermassive Black-Hole disse...

eu acrescentaria a velha frase do Padre António Vieira:

"a Eternidade e o Desejo são duas coisas são parecidas que se representam com o mesmo símbolo".

daí que inevitavlmente morramos de desejo. Porque ele é eterno...

[A] disse...

Obrigada.
Vou retribuir o link e vou ficar muito atenta ao seu blog.
Interessa-me particularmente esta relação da moda com a arte- a forma como esta vem utilizando a linguagem da moda e os desafios da moda em impor-se como uma expressão artística.
É o que vou tentado expôr no meu blog...no meio disto,os múltiplos papeis da mulher e, claro,do desejo.