terça-feira, 16 de setembro de 2008

BALTHUS - O PINTOR DA INTIMIDADE

Quando se realizou a primeira exposição de Balthus em 1934, estava na moda o surrealismo e o abstraccionismo.Os temas perturbantes do jovem artista , de um erotismo provocador, vieram recriar a pintura. Segundo Marcel Duchamp um quadro que não choca não vale o esforço. Para este pintor o erotismo era uma coisa muito generalizada em todo o mundo , uma coisa que as pessoas compreendem.

2 comentários:

Pedro M. Tavares disse...

Fantástica referência Graça. Confesso ter-me interessado por Balthus muito recentemente ao ver um documentário sobre a vida e a obra do mesmo chamado "Balthus: The Painter". A forma como ele "explora" o erotismo juvenil é fantástica. Cada quadro esconde uma história e faz-nos pensar no antes e no depois. A "Lição de Guitarra" é o meu preferido sem dúvida. Um beijinho e continuação de um bom trabalho

sleeping beauty disse...

Pedro
Obrigada pelas tuas palavras.
É chocante como as mentes perversas não compreendem a arte e reprimem a criatividade. Um quadro fantástico como "A Lição de Guitarra", proibido de ser admirado durante tantos anos, por causa de uma censura que dita leis e assassina crianças todos os dias.